Aprenda a cuidar da pele na gravidez

Tempo de leitura: 7 minutos

À medida que a gestação avança e o bebê cresce dentro do útero, o corpo da mulher passa por diversas transformações, o que exige alguns procedimentos especiais para cuidar da pele na gravidez.

Além de colocar em prática os cuidados para prevenir a formação de estrias ou manchas, as mamães devem estar atentas ao uso de cremes, cosméticos e outros produtos que podem provocar alterações na pele da mulher e na saúde do bebê.

Pensando nisso, preparamos este artigo com orientações sobre a rotina e dicas de produtos e procedimentos estéticos que podem ajudar a gestante a manter a pele protegida e bem hidratada ao longo da gestação.

Faça uma boa leitura e aproveite o conteúdo!

Entenda porque é importante cuidar da pele na gravidez

A gestação é um período de muitas mudanças no organismo da mulher e a pele, sendo o maior órgão do corpo humano, não ficaria fora desse processo.

O ganho de peso e as alterações hormonais comuns da gravidez são os dois principais fatores relacionados aos reflexos observados na textura, cor e elasticidade da pele da gestante.

Nesse período, a tendência é que a pele fique mais viçosa, devido ao aumento do fluxo sanguíneo por todo o corpo. Por outro lado, as glândulas sebáceas aceleram o seu funcionamento, o que pode causar o aparecimento de cravos e espinhas.

Para algumas grávidas, a gestação pode desencadear o ressecamento da pele e o surgimento de estrias e manchas. Tudo depende das características do organismo de cada gestante.

Para lidar com essas alterações, é preciso adotar uma rotina de precauções, tomando devido cuidado com os cremes, óleos e demais cosméticos utilizados para cuidar da pele na gravidez.

Nesse sentido, o uso de determinadas substâncias não é recomendado durante a gestação e a amamentação, entre elas:

  • ácido retinóico;
  • ácido salicílico;
  • hidroquinona;
  • ureia;
  • e formol.

Dessa forma, para proteger a saúde de mãe e filho, é fundamental adotar uma rotina de cuidados específicos. Trata-se de atitudes simples, mas que podem fazer toda a diferença para o bem-estar da mulher.

Ao saber da importância de cuidar da pele na gravidez, a primeira dúvida das gestantes, na maioria das vezes, é descobrir como evitar o aparecimento das tão temidas estrias.

Saiba como evitar o aparecimento de estrias

O surgimento de estrias depois da gestação é uma das principais preocupações das mulheres, já que a propensão para ruptura das fibras que formam a pele é naturalmente maior devido ao aumento do tamanho do corpo.

Sendo assim, a principal atitude para prevenção de estrias durante a gravidez é manter a pele bem hidratada e reforçar a sua elasticidade. As gestantes podem fazer uso de cremes e óleos que contenham substâncias como:

  • óleo de amêndoas;
  • óleo de semente de uva;
  • manteiga de karitê;
  • glicerina;
  • ácido hialurônico;
  • e elastina.

Porém, mesmo com todos os cuidados preventivos, as estrias podem aparecer. Nesse caso, o ideal é recorrer a tratamentos estéticos depois do parto, sempre de acordo com as orientações médicas.

Entre as opções mais modernas disponíveis estão a carboxiterapia, os peelings e os procedimentos baseados no uso do laser de CO2 fracionado.

Entretanto, ao manter a pele da barriga bem hidratada, os benefícios para a saúde estética vão além da prevenção de estrias, como você entenderá a seguir.

Veja outros cuidados importantes

Quando se trata da região abdominal, cuidar da pele na gravidez é fundamental não apenas para evitar o aparecimento de estrias mas, também, para manter a derme bem hidratada e promover uma boa recuperação depois do parto.

É fundamental evitar banhos muito quentes e demorados, pois a temperatura elevada da água contribui para o ressecamento da pele.

Os seios também devem ser incluídos na rotina de procedimentos para cuidar da pele durante a gravidez e evitar as estrias. Além da hidratação com óleos ou cremes adequados, é fundamental usar sutiãs confortáveis e com boa sustentação.

Entretanto, a região dos mamilos deve ser protegida durante a aplicação dos hidratantes, para que a pele não fique fina ou irritada, o que pode prejudicar a amamentação posteriormente.

É sempre bom lembrar que quando se trata de cuidar da pele na gravidez – e fora dela – manter uma dieta saudável e beber bastante água são atitudes fundamentais para ter uma cútis cheia de vitalidade e para combater a retenção de líquidos.

Nesse sentido, vale a pena investir na drenagem linfática para gestantes, tomando os cuidados necessários, conforme explicaremos agora.

Conheça os benefícios da drenagem linfática

Durante a gravidez, as alterações hormonais levam a mudanças no equilíbrio dos minerais que participam de diversas funções no organismo, resultando no acúmulo de líquidos e no inchaço.

Para amenizar esses sintomas, as grávidas podem recorrer à drenagem linfática. Os movimentos ritmados de deslizamento e bombeamento favorecem a circulação sanguínea e linfática, além de promover relaxamento e não oferecer riscos para a mãe ou o bebê.

No entanto, o tratamento só pode ser iniciado a partir do terceiro mês de gestação e com aval do médico obstetra. Mulheres com histórico de insuficiência renal, trombose venosa profunda e doenças relacionadas ao sistema linfático não podem usufruir da técnica.

Ao lado da aplicação de hidratantes externos, da boa alimentação e das sessões regulares de drenagem linfática, o uso do protetor solar completa a rotina de cuidados com a pele durante a gestação, conforme mostraremos agora.

Reforce a precaução com a exposição ao sol

Durante a gravidez, a produção de melanina é estimulada, o que modifica a pigmentação da pele e pode levar ao aparecimento de sinais ou manchas amarronzados, em um processo denominado cloasma gravídico.

Por essa razão, as gestantes devem fazer uso diário do protetor solar, de preferência com fator de proteção 50, além de investir no uso de chapéus, óculos escuros e outras barreiras físicas para se proteger do sol.

Na verdade, a exposição ao sol deve ser feita com bastante moderação, sempre lembrando-se de reaplicar o protetor solar a cada vez que der um mergulho ou depois de suar bastante mesmo sentada sob o guarda sol.

Além de usar o protetor solar da forma correta durante a gestação, é necessário reforçar outros procedimentos do dia a dia na região facial. Entenda!

Lembre-se dos cuidados faciais diários

A pele da mulher grávida torna-se mais sensível às agressões do ambiente, exigindo mais empenho com os cuidados diários com a pele do rosto, entre limpeza, tonificação e hidratação.

O ideal é usar produtos neutros e próprios para cada região do rosto. Dessa forma é possível manter a oleosidade sob controle e prevenir a formação de sinais de envelhecimento, como linhas ou rugas.

Vale lembrar que a limpeza de pele profissional é uma ótima opção para as gestantes, pois é um tratamento estético que complementa a rotina caseira de proteção do rosto, sem agredir a cútis ou expor o organismo a substâncias proibidas.

Chegando ao final deste artigo, você já sabe que cuidar da pele na gravidez é essencial tanto para o bem-estar da mãe quanto para a saúde do bebê, além de promover a autoestima da mulher durante a gestação.

Você gostou das nossas orientações? Quer ter acesso a mais informações sobre estética, saúde e bem-estar? Então assine a nossa newsletter e confira, em primeira mão, dicas e promoções!

Sobre Clinica Eva

Clinica Eva

A Clínica EVA valoriza o cliente, prestando atendimento sempre de forma ética e transparente, identificando as suas reais necessidades e proporcionando a melhor experiência em alcançar beleza e bem estar. Trabalhamos com o que existe de melhor para tratamentos corporais, faciais e depilação a laser, com profissionais preparados e qualificados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.