Tratamento para estrias: descubra os 5 melhores

Tempo de leitura: 6 minutos

As estrias afetam homens e mulheres e, na maioria das vezes, provocam insatisfações e prejudicam a autoestima de quem as possui. Ela costuma surgir em um tom avermelhado e com o tempo torna-se esbranquiçada. As pesquisas já evoluíram bastante e hoje já existem várias opções de tratamento para estrias para reduzir os efeitos na pele.

Você tem interesse em conhecer as melhores opções do mercado? Então acompanhe o post!

Estrias: entenda os fatores que provocam o surgimento

A atrofia cutânea linear é uma lesão que surge devido ao estiramento das fibras de colágeno e elastina. Ela apresenta, no início, uma depressão e reação inflamatória e com o tempo traz prejuízos para a estética da pele.

As estrias são um efeito colateral do corpo devido a diversas situações. Elas podem surgir quando há um crescimento muito rápido, como o que acontece na fase de “estirão” dos adolescentes. Isso ocorre porque o músculo e as camadas adiposas do corpo mudam muito rápido e a pele não consegue acompanhar essa evolução.

Por isso, elas também podem surgir em quem pratica musculação ou outra atividade física que provoca o aumento de massa muscular. Isso não quer dizer que se deva evitar os exercícios, mas eles devem ser feitos de maneira moderada para que a mudança na estrutura física ocorra em um espaço de tempo mais longo — a fim de que a pele possa acompanhar.

A gravidez e o aumento de peso muito rápido também podem provocar estrias. Pelo mesmo motivo dos casos anteriores: há uma mudança muito rápida na parte interna do corpo e a pele não consegue acompanhar.

Vale lembrar que esse problema também tem influência genética e dos hábitos de vida. Logo, não serão todas as mulheres grávidas que desenvolverão estrias. Para prevenir o surgimento delas, é fundamental ter alguns cuidados:

  • praticar atividade física de maneira moderada;
  • hidratar bem a pele;
  • fazer massagem para melhorar a circulação;
  • beber bastante água;
  • ter uma alimentação saudável e aumentar o consumo de vitamina C, que tem ação anti-inflamatória, e colágeno.

Se você tem estrias e quer tratá-las para melhorar a aparência da pele, é só continuar a leitura!

Tratamento para estrias: conheça as melhores opções

Se você cansou de se olhar no espelho e identificar as marcas indesejáveis das estrias, está na hora de pensar em uma solução para esse problema. Alguns tratamentos estéticos são muito eficazes para combater os efeitos e melhorar a aparência da pele. Confira:

1. Carboxiterapia

Esse é um tratamento para estrias muito popular. Além de corrigir os efeitos provocados pela mudança rápida no corpo, ele ainda contribui para reduzir os efeitos da flacidez e da celulite. Interessante, certo?

A carboxiterapia consiste na aplicação de um gás carbônico medicinal na parte subcutânea. Para isso, é utilizada uma agulha fina. Esse não é um procedimento cirúrgico e pode ser realizado na maioria das pessoas.

O método pode provocar um desconforto leve no local e inchaço após a aplicação. A sessão dura entre 15 e 30 minutos e são recomendadas pelo menos 10 aplicações com intervalos curtos.

Esse é um procedimento prático que contribui para melhorar a circulação, aumentar a produção de colágeno, a oxigenação dos tecidos e estimular o metabolismo celular.

2. Laser de CO2 fracionado

Esse é um procedimento que aumenta a elasticidade e hidratação da pele, por isso torna-se um excelente aliado no combate às estrias. O CO2 favorece a reconstrução de fibras elásticas e a produção de colágeno. Por esse motivo, ele melhora a aparência da pele.

O laser de CO2 é um tratamento seguro e rápido. Para que seja efetivo, é indicado realizar pelo menos uma sessão por mês. Durante a aplicação, o indivíduo pode sentir um calor intenso e um leve desconforto. Depois poderá ocorrer ardência no local e vermelhidão. Com o passar dos dias, será observada uma descamação superficial da pele, mas ela faz parte do tratamento.

É importante que o paciente siga todas as orientações do profissional que realiza o procedimento. Além disso, é fundamental evitar a exposição solar por, pelo menos, 30 dias e utilizar protetor com FPS 30 ou superior.

3. Microcorrente

O tratamento realizado com a microcorrente tem o objetivo de provocar uma lesão na estria e sua consequente inflamação. Assim, a pele trabalhará para regenerar o local. Isso estimula a formação de um novo tecido com mais elasticidade para preencher a área da estria.

A microcorrente faz uma eletroestimulação de baixa intensidade na região afetada pelas estrias, o que aumenta a penetração de uma solução na pele (dependendo do caso, muda-se o tipo de produto). Ela é eficiente no tratamento de estrias e na hidratação da pele.

Geralmente são indicadas entre 6 e 10 sessões, dependendo da aparência da derme. A aplicação leva aproximadamente 5 minutos e não costuma surgir efeitos colaterais.

4. Peeling diamante

Esse tratamento para estrias promove a esfoliação da pele por meio do uso de uma caneta a vácuo com ponta de diamante. Esse método tem o objetivo de promover a renovação das células, refazer a superfície da pele e tratar as estrias. O peeling de diamante também favorece a produção de colágeno — proteína responsável por melhorar a estrutura e sustentação da derme.

A aplicação não exige anestesia prévia, apenas uma higienização do local. Ela dura cerca de 10 minutos e não costuma provocar efeitos colaterais. Alguns pacientes apresentam um leve desconforto durante a aplicação nas estrias.

O número de procedimentos varia de acordo com a característica da pele. Após a aplicação é recomendado evitar a exposição ao sol e usar protetor com FPS 30.

5. Peeling químico

O procedimento se baseia na aplicação de uma solução de ácido na pele. Ele auxiliará na retirada das células mortas das camadas superficiais, favorecendo a produção de novas células.

O peeling químico provoca estímulos que melhoram a circulação sanguínea e a formação de colágeno, que dá mais firmeza para a pele. Consequentemente, ele também proporciona um aspecto saudável e mais jovem para a derme.

O procedimento é realizado por profissionais especializados que utilizam produtos testados e aprovados. Ele provoca uma leve descamação na pele e por isso pode gerar uma leve ardência na região.

A indicação do número de sessões necessárias varia de acordo com cada indivíduo e a situação que a pele apresenta. Após o procedimento, é indicado evitar a exposição ao sol e adotar o uso de protetor solar de FPS 30 ou superior.

Como você viu ao longo do artigo, é simples fazer o tratamento para estrias. Basta encontrar um profissional qualificado e escolher o procedimento que mais se encaixa no seu perfil. Você quer melhorar a aparência da sua pele e elevar sua autoestima? Entre em contato e conheça as opções que temos para você!

Sobre Clinica Eva

Clinica Eva

A Clínica EVA valoriza o cliente, prestando atendimento sempre de forma ética e transparente, identificando as suas reais necessidades e proporcionando a melhor experiência em alcançar beleza e bem estar. Trabalhamos com o que existe de melhor para tratamentos corporais, faciais e depilação a laser, com profissionais preparados e qualificados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *