Luz pulsada ou depilação a laser: como saber qual o melhor para mim?

Tempo de leitura: 6 minutos

Quem quer se ver livre dos pelos do corpo encontra várias opções de tratamentos nas clínicas de estética, mas fica em dúvida sobre qual é a melhor técnica: luz pulsada ou depilação a laser? As duas tecnologias prometem resultados muito mais eficazes do que as velhas conhecidas cera e lâmina. Mas qual delas é melhor?

Se você tem dúvida para escolher entre a luz pulsada e a depilação a laser, este artigo é para você! Conheça um pouco sobre cada uma das técnicas e saiba qual é a mais indicada para o seu caso. Boa leitura!

No que consiste e como é realizada a luz pulsada?

Também conhecida como fotodepilação, a luz pulsada (LP) promete uma diminuição dos pelos de maneira menos dolorosa. Trata-se de uma fonte de luz de alta intensidade que emite um feixe policromático, ou seja, formado por vários comprimentos de onda. Cada um deles pode ser selecionado com filtros que servem para atingir a estrutura desejada na pele.

No caso da depilação, a luz é transformada em calor e o foco é a melanina dos pelos. Assim, quando o feixe é aplicado sobre a pele, parte da luz é absorvida e transferida até a raiz do pelo, e outra parte é refletida a partir da superfície cutânea. Como resultado, provoca-se um dano nas células germinativas do pelo, inibindo seu crescimento por um certo período.

E a depilação a laser? Como funciona?

A depilação a laser age direta e especificamente no pelo, pois trata-se de uma luz com apenas um comprimento de onda e afinidade para uma única estrutura, no caso, os cromóforos — moléculas responsáveis pela cor.

Quando aplicado na pele, o laser é totalmente absorvido e destrói completamente o bulbo piloso através de uma grande produção de calor. Por isso, o processo tende a ser mais doloroso do que a luz pulsada. Mas calma! Os equipamentos mais modernos têm mecanismos de resfriamento na ponteira que minimizam muito o desconforto.

Quais são os benefícios? E a durabilidade?

Em ambos os tratamentos, já nas primeiras sessões é possível perceber um afinamento dos pelos, especialmente daqueles mais grossos. Além disso, eles demoram mais a crescer e vão gradativamente diminuindo em quantidade. As manchas e a foliculite também tendem a apresentar melhoras significativas.

Porém, como a luz pulsada não é capaz de focar unicamente no pelo, seu resultado não é tão eficaz quanto o do laser. Por esse motivo, ela não pode ser considerada definitiva, mas sim duradoura: como não destrói completamente bulbo, o organismo é capaz de se recuperar dos danos e dar origem a novos pelos nos locais em que a técnica foi aplicada. 

Já com, o laser, se o tratamento for bem-feito, o cliente estará livre dos pelos para sempre. Uma vez que o folículo é totalmente destruído, ele não se regenera e não ocorre o nascimento de pelos naquele local. Por isso, homens que desejam fazer a depilação na barba, por exemplo, precisam pensar bem antes: depois de removidos, os pelos não voltam mais!

Outro grande diferencial do laser em relação à luz pulsada é que, em alguns casos, ele é permitido para peles negras. Os aparelhos mais modernos — como o Milesman, utilizado na Clínica Eva — já permitem regular a intensidade da luz, fazendo com que o feixe atinja apenas o foco desejado, sem deixar manchas e queimaduras na pele mais escura.

Quantas sessões são necessárias?

O tempo total do tratamento para as duas técnicas depende de fatores que devem ser levados em conta na avaliação de cada cliente — como o fototipo da pele, as características dos pelos, a área a ser tratada, entre vários outros.

No caso do laser, cerca de 10 a 12 sessões costumam dar conta de reduzir até 90% dos pelos. Já a luz pulsada precisa de um número maior — geralmente, o dobro — para atingir o mesmo resultado. Em ambas as técnicas, é preciso respeitar o intervalo entre as sessões, que gira em torno de um a dois meses para a luz pulsada, e de 45 a 60 dias para o laser.

Quais são as contraindicações?

A luz pulsada não é indicada para pessoas com a pele bronzeada ou para negros, em quem a melanina está presente em grande quantidade. Isso porque há maior risco de queimaduras. O protocolo de luz pulsada também é contraindicado para gestantes, pessoas que apresentem feridas na pele ou que tenham câncer.

A melhor época para investir nesse tratamento é o inverno, quando há menor exposição ao sol. Além disso, usar um bom protetor solar é indispensável.

Já o laser, apesar de ser uma ótima solução para quem quer um método de depilação definitivo, não é indicado para pessoas com pelos brancos, loiros ou ruivos. Isso acontece porque a luz é atraída pela melanina, então, quanto mais escuro for o pelo, melhor será o resultado.

Além disso, a pele deve estar íntegra — sem feridas ou machucados — e não é permitida a utilização de ácidos no local onde o laser será aplicado. Durante o tratamento, deve-se evitar a exposição ao sol e a remoção dos pelos deve ser feita (de preferência) com a lâmina, de modo a não arrancá-los pela raiz.

O laser também é contraindicado para grávidas, portadores de marcapasso, pessoas com doenças crônicas descontroladas ou vitiligo, pessoas que se submeteram a tratamentos para acne utilizando substâncias como Roacutan nos últimos seis meses, entre outros casos.

Afinal, qual é melhor: luz pulsada ou depilação a laser?

Agora que já explicamos um pouco mais sobre esses dois tipos de depilação, fica mais fácil decidir o melhor método para você. Coloque na balança alguns fatores como durabilidade, benefícios e contraindicações de cada um e veja qual é mais adequado à sua necessidade no momento.

Na sua escolha, considere que as duas alternativas são eficazes. No entanto, se você deseja um método definitivo e que requeira um menor número de sessões para eliminar até 90% dos pelos, opte pelo laser. Caso você tenha a pele negra, já sabe que não poderá utilizar a luz pulsada, então, o seu método também deve ser o laser. E assim por diante.

Agora que você não tem mais dúvidas para escolher entre luz pulsada ou depilação a laser, que tal agendar seu horário para se ver livre dos pelos? Entre em contato conosco e marque agora mesmo a sua avaliação!

Sobre Clinica Eva

Clinica Eva

A Clínica EVA valoriza o cliente, prestando atendimento sempre de forma ética e transparente, identificando as suas reais necessidades e proporcionando a melhor experiência em alcançar beleza e bem estar. Trabalhamos com o que existe de melhor para tratamentos corporais, faciais e depilação a laser, com profissionais preparados e qualificados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *